quinta-feira, 14 de julho de 2011

Dos Passos.

"Marta não quer chorar
Guarda nela sem ter razão
As negras ondas do mar
Tentem ver no cordão
Que vos une à razão
Quão pior é morrer devagar

Marta não quer chorar
Mas seus olhos vertem a dor
De morrer para não matar
É que a vida são
Canções de épicos refrões
Que farão o mar fluir
Só que um dia vão ter de acabar

Esta é só mais uma canção
Não lhe fiz um refrão
Porque Marta já está a chorar."



Ornatos Violeta





sexta-feira, 1 de julho de 2011

terça-feira, 21 de junho de 2011

Ao meu Beatle.

Dou tudo o que ele precisar,
em troca só peço que ele continue a tocar.






Ao meu Beatle.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

"REGRET" - Chapter 6

" - Ah e tal ...esta cena não é na Piscina?...Ah e tal é um filme Porno?!

 - O que é que tu andas a beber ?!"



quinta-feira, 7 de abril de 2011

Mesmo que não conheças.


"Mesmo que não conheças nem o mês nem o lugar
 
caminha para o mar pelo Verão." 
Ruy Belo








(e lá vão elas, as "4"...)

terça-feira, 29 de março de 2011

quinta-feira, 24 de março de 2011

terça-feira, 22 de março de 2011

segunda-feira, 21 de março de 2011

Trip Diary - Chapter 2

The journey...



.. to the ground.
Two
wheels.







(mas quem é que aprende a andar de bicicleta em Londres?!? ..Só podia dar asneira...claro)





Trip Diary - Chapter 1

The food.
Quantity - a full stomach.

Quality - the best.






( ainda dava para pôr mais qualquer coisinha no estômago)

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Um dia.

Ainda vamos nos juntar, e contar histórias aos outros.
Um dia.
Espera por mim.
Ok?





 

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Afinal disse-te uma coisa.

E fiz outra.

Hoje saía uma asneira, mas em vez de uma asneira pura e dura, saiu ...


Isto.









( lento :  que se prolonga no tempo; tardio; demorado )

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

"Passou por mim e Sorriu"

"...Sei que a chuva é grossa, que entope a fossa,
que o amor é curto e deixa mossa,
mas quero voar, por favor!...
"


Deolinda


terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

domingo, 6 de fevereiro de 2011

" Que parva que eu sou"


(E sou mesmo.)


"Sou da geração sem remuneração
e não me incomoda esta condição.
Que parva que eu sou!

Porque isto está mal e vai continuar,
...já é uma sorte eu poder estagiar.
Que parva que eu sou!
E fico a pensar,
que mundo tão parvo
onde para ser escravo é preciso estudar.

Sou da geração ‘casinha dos pais’,
se já tenho tudo, pra quê querer mais?
Que parva que eu sou!
Filhos, marido, estou sempre a adiar
e ainda me falta o carro pagar,
Que parva que eu sou!
E fico a pensar
que mundo tão parvo
onde para ser escravo é preciso estudar.

Sou da geração ‘vou queixar-me pra quê?’
Há alguém bem pior do que eu na TV.
Que parva que eu sou!
Sou da geração ‘eu já não posso mais!’
que esta situação dura há tempo demais
E parva não sou!
E fico a pensar,
que mundo tão parvo
onde para ser escravo é preciso estudar."


( não vale a pena qualquer desenho quando está tudo "dito"...só desta vez, está tudo "dito")

sábado, 5 de fevereiro de 2011

"Estrela do Mar"

"...Sou a estrela do mar
Só ele obedeço, só ele me conhece
Só ele sabe quem sou no principio e no fim
Só a ele sou fiel e é ele quem me protege
Quando alguém quer à força
Ser dono de mim..."

Jorge Palma





segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

"Sê paciente."

"Sê paciente; espera
que a palavra amadureça
e se desprenda como um fruto
ao passar o vento que a mereça.
"

Eugénio de Andrade




quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Temos.

"Temos, todos que vivemos,
Uma vida que é vivida
E outra vida que é pensada,
E a única vida que temos
É essa que é dividida
Entre a verdadeira e a errada
."

Fernando Pessoa




segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

"Nunca parto inteiramente"

"Nunca parto inteiramente,
Não me dou à despedida
As águas vão simplesmente
Presas à sua nascente
É do seu modo de vida

Fica sempre qualquer coisa
Qualquer coisa por fazer
Às vezes quase lamento
Mas são coisas que eu invento
Com medo de te perder

Deixei um livro marcado
E um vaso de alecrim
Abri o meu cortinado
Fiz a cama de lavado
Para te lembrares de mim
 
Nunca parto inteiramente
Vivo de duas vontades:
Uma que vai na corrente,
A outra presa à nascente
Fica para ter saudades" 


 Manuel Paulo










sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

"É na escura folhagem do sono"

"É na escura folhagem do sono
que brilha
a pele molhada,
a difícil floração da língua.
"

Eugénio de Andrade



quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

"See you soon."

"So you lost your trust,
And you never should have, you never should have,
But don't break your back,
If you ever hear this,
Don't answer that.

In a bullet proof vest,
With the windows all closed,
I'll be doing my best,
I'll see you soon,
In a telescope lens,
And when all you want is friends,
I'll see you soon.

So they came for you,
They came snapping at your heels,
They come snapping at you heels,
But don't break your back,
If you ever hear this,
Don't answer that.

In a bullet proof vest,
With the windows all closed,
I'll be doing my best,
I'll see you soon,
In a telescope lens,
And when all you want is friends,
I'll see you soon,
I'll see you soon.

And oh you lost your trust..."

Coldplay







quarta-feira, 5 de janeiro de 2011